Poema “Santidade”

Penha, a 15 abril 2022

Se fosse tão simples a busca da Verdade

Não seria preciso ler, refletir e analisar

Foram sendo divulgadas as leis da Sua Santidade

Que conquistam os corações prontos para amar.

Se o mundo se virasse para a Divindade,

O que aconteceria neste emaranhado lugar?

Libertar-se-ia dos grilhões em direção à liberdade

E a humanidade atingiria finalmente a Unidade.

Poema “Homenagem 10 Anos Clube Poetas do Selho”, jardins Alameda em Guimarães

Uma métrica, um tempo, uma contagem

São insignificantes perante a grandeza da criação

O que distingue este Clube é, sem dúvida, a coragem

Num retiro totalmente a sós, em meditação

Mergulhar nas profundezas de uma paragem

Em busca das palavras certas em elevação

Prestar à Língua Portuguesa uma homenagem.

Os versos tocam uma sonoridade em construção

Ganham vida própria lançando uma mensagem

Do seu autor rebelam-se chamando a atenção

Isto não é apenas uma simples passagem

Porque o mais importante:

é o poema que nasce do coração!

2015-12-05 Poema sobre Recordar– Encontro no Lar de S. Jorge em Pevidém

Tantas memórias, tantas histórias
Percorrem estas paredes
Muitas gravadas em fotografias
E há aqueles momentos
Uns para esquecer totalmente
Outros para eternizar levemente
São estes que interessam
Porque nos fazem sentir gente
E nos pertencem totalmente.

Foto de Mandina Fernandes
Foto de Mandina Fernandes

A brincadeira preferida
O canto onde se parava
Amor à primeira vista
O nascimento de um filho
A viagem de sonho…

Mesmo que não estejam escritos
Permanecem numa memória coletiva
E por ter sido intensos
Ganharam uma forma significativa
E a Natureza adotou-os
Como sendo seus aqueles momentos
Já não são nossos, são de todos!