Hector e a procura da felicidade

Este é o 1º filme que publico porque vale a pena. A imagem, os atores e principalmente o texto são incríveis. A busca sobre o que é a felicidade de uma forma cómica e séria ao mesmo tempo é o fio condutor da mensagem. Algumas das pistas que o filme nos deixa transporta-nos para uma introspeção. Frases como “A felicidade é sentir-se completamente vivo” ou “Ouvir é amar” colocam-nos perante questões como se tenho vivido plenamente e se tenho escutado o suficiente.

Atrevo-me a responder: se sentimos e ouvimos o belo somos felizes.

 

Semanas Culturais do Tin.Bra

O Tin.Bra criou a 1ª edição da “Semana Cultural do Tin.Bra” em 1994, com uma periodicidade de dois anos, durante a segunda semana de setembro.

Sentia-se a necessidade de criar um tempo num espaço nos quais crescia um público interessado e disponível para ver teatro e discorrer sobre a sua importância na infância e juventude.

Durante uma semana havia não só representações teatrais, como música, debates e formação destinada a crianças e jovens.

A última edição foi organizada em 1998.

Apresentação sobre Mensagem

O DIA MUNDIAL DO TEATRO foi criado em 1961 pelo Instituto Internacional do Teatro (ITI).

O Dia Mundial do Teatro é celebrado anualmente a 27 de Março pelos centros ITI e pela comunidade internacional de Teatro, várias iniciativas nacionais e internacionais de Teatro são organizadas como comemoração desta data. Uma das mais significativas é a circulação da Mensagem Internacional tradicionalmente escrita por uma personalidade do Teatro de notoriedade mundial, a convite do Instituto Internacional do Teatro.

 

Resenha histórica – maio 2002

Somos o grupo de Teatro Infantil de Braga onde muito se aprende e tudo se partilha. Sentimos o chamamento do público para connosco usufruir dessa partilha. Convidados especiais… os nossos pais, os nossos amigos, e todos aqueles que em nós acreditam. A nossa originalidade está nas idades de cada um de nós: somos muito novinhos, com 6, 7… até 16 anos de idade. O nosso talento cresce dia após dia e cá continuamos desde 1993.

A estreia da primeira peça “Os Meninos e os Palhaços”, uma adaptação do Tin.Bra do guião de Fausto Quintas, sendo esta premiada com os prémios de Revelação e Realização Técnica, no Festival de Outono da ARTAM. “Contos com Desencontros”, escrita por um dos elementos do grupo com então 14 anos, conseguiu também quatro prémios no Festival de Outono da ARTAM: Melhor Espectáculo, Melhor Encenação, Melhor Realização Técnica e o prémio de Revelação. “Os Elementos do Universo”, um original do grupo, que se estreou no âmbito da Primeira Semana Cultural do Tin.Bra. com esta mesma peça, participa no Festival da Juventude, organizado pela ARTAM. “O Grilo Assobiador”, estreia no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Criança. Candidata-se e vai representar Portugal em Toulouse no âmbito do Festival Internacional de Teatro da Criança com a peça “O Grilo Assobiador”. Em Busca de Tibães”, é a peça estreada no Mosteiro de Tibães e tem como objectivo mostrar ao público mais jovem a vida do Mosteiro no Séc. XVIII. “Um, Dois, Três, Quatro: O Princípio do Teatro”, foi o titulo do livro editado com as quatro primeiras peças de teatro estreadas pelo grupo. Um mês depois foi apresentado ao vivo o Hino do grupo à Associação. “A Navegar” e “Tão Longe, Tão Perto”, foram as peças estreadas como exercícios finais do 1º curso de Actor. “O Coelho da Cerca” foi a peça estreada na abertura da 3ª Semana Cultural do Tin.Bra no Mosteiro de Tibães em Braga. Temos actualmente em cena “O Hospital dos Brinquedos”, estreada no dia 23 de Março de 2002.

Entre outros eventos, promovemos Acções de Formação de elementos fundamentais na prática da arte teatral tais como: Expressão Dramática, Expressão Corporal, Expressão Plástica, Colocação e Projecção da Voz, Danças Teatrais entre outros, sendo estes ministrados por profissionais no ramo.

Contamos com a colaboração do IPJ de Braga, através de um protocolo de cedência de instalações; do PAAJ – Programa de Apoio às Associações Juvenis; Inatel de Braga e Junta de Freguesia de S. Vitor. Esperamos, brevemente, o apoio da Câmara Municipal de Braga.

Mensagem do Dia Internacional do Teatro – 2015

Adaptado a partir da tradução para português por TONICO LACERDA CRUZ, Diretor Teatral da CIA. PLURAL DE ARTES CÊNICAS – Ceara – Brasil

Breve biografia de Krzysztof Warlikowski – (autor da mensagem do Dia Internacional do Teatro de 2015)

Krzysztof Warlikowski é um dos maiores diretores de teatro europeus da sua geração. Nasceu em 26 de maio de 1962, na Polônia.

Em colaboração com o designer Małgorzata Szczesniak, Warlikowski cria imagens teatrais excecionais. O seu processo de trabalho leva os atores a atingirem as camadas mais profundas da criatividade. Ele criou novas formas de encenar Shakespeare. O seu trabalho também inclui interpretações subversivas de tragédias gregas. É igualmente conhecido pela encenação de autores contemporâneos.

Mensagem

«Os verdadeiros mestres do teatro são mais facilmente encontrados longe do palco. E eles geralmente não têm o interesse no teatro como uma máquina para reproduzir convenções e clichês. Eles buscam a fonte pulsante e as correntes vivas que evitam as salas de espetáculos, assim como a multidão de pessoas que se inclina sobre a cópia de um mundo ou de outro. Preferimos copiar em vez de criar mundos que incitem ao debate com o público, que foquem nas emoções que estão situadas abaixo da superfície. Na realidade, não há nada que possa revelar tantas paixões escondidas melhor do que o teatro.
Costumo voltar para a prosa como um guia. De vez em quando,  surpreendo-me pensando em escritores que há quase cem anos atrás descreveram profeticamente o declínio dos deuses europeus e descreveram o crepúsculo sob o qual sucumbiu a nossa civilização  numa escuridão que ainda espera ser iluminada. Estou a referir-se a Franz Kafka, Thomas Mann e Marcel Proust. Mas, também incluiria John Maxwell Coetzee a esse grupo de profetas.

Seu senso comum sobre o inevitável fim do mundo, não do planeta, mas do modelo de relações humanas e da caótica ordem social, é pungente e atual para nós aqui e agora. Para nós que vivemos após o fim do mundo. Para nós que nos deparamos com crimes e conflitos que surgem diariamente em novos lugares, mais rápido até do que a média onipresente pode manter-se. Estas notícias “chatas” que aparecem e desaparecem tão rapidamente da média, para nunca mais voltar. E nos sentimos desamparados, horrorizados e encurralados. Nós não somos mais capazes de construir torres, e os muros que construímos obstinadamente não nos protegem de nada – ao contrário, eles próprios exigem proteção e cuidado que consomem grande parte da nossa energia vital. Nós já não temos a força para tentar vislumbrar o que está além do portão, atrás da parede. E é exatamente por isso que o teatro deveria existir e onde ele deve procurar a sua força. Para procurar mais dentro do que é permitido.
“A lenda procura a explicação do inexplicável. Porque se baseia na verdade, deve terminar no inexplicável”- assim é como Kafka descreveu a transformação da lenda de Prometeu. Eu sinto profundamente que estas mesmas palavras devem descrever o teatro. E é esse tipo de teatro – que é fundamentado na verdade e que encontra o seu fim no inexplicável, que eu desejo para todos os seus trabalhadores, aqueles no palco e aqueles na plateia. Eu desejo com todo o meu coração.»
Krzysztof Warlikowski 

 

Continue reading “Mensagem do Dia Internacional do Teatro – 2015”

Abertura

A criação de um espaço no mundo cibernético vinha sendo uma ideia, há já alguns anos. Agora passou para uma necessidade de partilhar alguns escritos sobre leituras, poemas, filmes…
Pretendo que seja um espaço em construção à guise de Konstantin Stanislavski que me encantou com a sua obra “O ator em construção”. Foi-me dada a conhecer por um Professor na Universidade que conhecia o meu gosto pelo teatro. Por falar em teatro, vou disponibilizar as peças que escrevi para o teatro infantil. Também terei a preocupação de divulgar a mensagem internacional do teatro.