Apresentação sobre Mensagem

O DIA MUNDIAL DO TEATRO foi criado em 1961 pelo Instituto Internacional do Teatro (ITI).

O Dia Mundial do Teatro é celebrado anualmente a 27 de Março pelos centros ITI e pela comunidade internacional de Teatro, várias iniciativas nacionais e internacionais de Teatro são organizadas como comemoração desta data. Uma das mais significativas é a circulação da Mensagem Internacional tradicionalmente escrita por uma personalidade do Teatro de notoriedade mundial, a convite do Instituto Internacional do Teatro.

 

Mensagem do Dia Internacional do Teatro – 2015

Adaptado a partir da tradução para português por TONICO LACERDA CRUZ, Diretor Teatral da CIA. PLURAL DE ARTES CÊNICAS – Ceara – Brasil

Breve biografia de Krzysztof Warlikowski – (autor da mensagem do Dia Internacional do Teatro de 2015)

Krzysztof Warlikowski é um dos maiores diretores de teatro europeus da sua geração. Nasceu em 26 de maio de 1962, na Polônia.

Em colaboração com o designer Małgorzata Szczesniak, Warlikowski cria imagens teatrais excecionais. O seu processo de trabalho leva os atores a atingirem as camadas mais profundas da criatividade. Ele criou novas formas de encenar Shakespeare. O seu trabalho também inclui interpretações subversivas de tragédias gregas. É igualmente conhecido pela encenação de autores contemporâneos.

Mensagem

«Os verdadeiros mestres do teatro são mais facilmente encontrados longe do palco. E eles geralmente não têm o interesse no teatro como uma máquina para reproduzir convenções e clichês. Eles buscam a fonte pulsante e as correntes vivas que evitam as salas de espetáculos, assim como a multidão de pessoas que se inclina sobre a cópia de um mundo ou de outro. Preferimos copiar em vez de criar mundos que incitem ao debate com o público, que foquem nas emoções que estão situadas abaixo da superfície. Na realidade, não há nada que possa revelar tantas paixões escondidas melhor do que o teatro.
Costumo voltar para a prosa como um guia. De vez em quando,  surpreendo-me pensando em escritores que há quase cem anos atrás descreveram profeticamente o declínio dos deuses europeus e descreveram o crepúsculo sob o qual sucumbiu a nossa civilização  numa escuridão que ainda espera ser iluminada. Estou a referir-se a Franz Kafka, Thomas Mann e Marcel Proust. Mas, também incluiria John Maxwell Coetzee a esse grupo de profetas.

Seu senso comum sobre o inevitável fim do mundo, não do planeta, mas do modelo de relações humanas e da caótica ordem social, é pungente e atual para nós aqui e agora. Para nós que vivemos após o fim do mundo. Para nós que nos deparamos com crimes e conflitos que surgem diariamente em novos lugares, mais rápido até do que a média onipresente pode manter-se. Estas notícias “chatas” que aparecem e desaparecem tão rapidamente da média, para nunca mais voltar. E nos sentimos desamparados, horrorizados e encurralados. Nós não somos mais capazes de construir torres, e os muros que construímos obstinadamente não nos protegem de nada – ao contrário, eles próprios exigem proteção e cuidado que consomem grande parte da nossa energia vital. Nós já não temos a força para tentar vislumbrar o que está além do portão, atrás da parede. E é exatamente por isso que o teatro deveria existir e onde ele deve procurar a sua força. Para procurar mais dentro do que é permitido.
“A lenda procura a explicação do inexplicável. Porque se baseia na verdade, deve terminar no inexplicável”- assim é como Kafka descreveu a transformação da lenda de Prometeu. Eu sinto profundamente que estas mesmas palavras devem descrever o teatro. E é esse tipo de teatro – que é fundamentado na verdade e que encontra o seu fim no inexplicável, que eu desejo para todos os seus trabalhadores, aqueles no palco e aqueles na plateia. Eu desejo com todo o meu coração.»
Krzysztof Warlikowski 

 

Continue reading “Mensagem do Dia Internacional do Teatro – 2015”