2016-01-06 Poema sobre “Verónica”– Encontro no Salão de Chá Quindim

Veronica anagallis-aquáticaFoto flor Veronica anagallisaquatica

Como o pintor faz um autorretrato
O escultor desenha o seu rosto
O poeta escreve a letra da sua canção,
que podia ser assim:
Amar para ela é tão fácil!
O outro sempre em primeiro lugar
Qualquer assunto merece trato dócil
Apenas tenta tudo conjugar.
Se por vezes não consegue,
A Verónica num canto se recolhe
Pedindo a Deus que se encarregue
E logo o fardo Ele acolhe.
Procura a leveza do ser
Não esquece de agradecer
Todas as dádivas recebidas
Que curam quaisquer feridas.
VIVER PLENAMENTE
INTENSAMENTE
AUTENTICAMENTE!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s